mercredi 7 novembre 2012

Essa estrada que e' so' a sua. Ningue'm pra ela tem gps ou mapa.

mardi 6 novembre 2012

Da não simplicidade

Hoje meu pai me ligou com desejo de comer "macarrão".
...
Eu aqui, há horas, procurando meu desejo,
me esbarro com a simplicidade do querer.

Não, não, não é nada simples viver.

Oxum, vem cá.

Água doce vem
levar embora de mim
Esse banzo sem destino
nem fim

Água, ainda que salobra,
seja doce em minha face,
leva saudade para longe,
disso que não quer existir.

Água vem tranquila,
vem levando à mim
em correnteza sutil

Vem de leve
balançando eu,
e meu coração pueril.

Escorre assim, água,
doce, salgada,
lavando a alma pesada
de mim.