jeudi 19 mai 2011

Escreveu com força na parede do quarto:

-Preciso com urgência escapar de mim.

Naquele dia saiu para nadar.

jeudi 12 mai 2011

De ir embora sem avisar.

Nem retina, nem olhos, nem brilhar, pulsar, viver.
Nem o saber, nem desconhecer, não imaginar, nem perceber.

Respostas não são bem vindas,
Todas as dúvidas moram à esquina
da mesma sacada antiga,
do edifício ao pé da ladeira,
da ciência, que era tão importante quanto à música?

Sorriste um sorriso sincero
E eu que nem te conhecia,
Já te queria bem de coração.

O bem circula,
Pelos Quintais,
Pelos sorrisos
Pelos olhos,
Pela lembrança.

Saudade é um conteúdo líquido
sem antídoto, sem sossego.
Sua graça é ter o amor sempre como companheiro.

dimanche 1 mai 2011

Marcação em domingo de sol.

(...)

Estou lá em coração,
batendo junto à marcação
que suas mãos tocam,
sendo tocada
por essas mãos.

O coração da música é meu,
que daqui segue seu ritmo,
seu compasso,
mergulha por debaixo
dessa imensidão de mar,
acorda nos braços
de todos os santos
para então desembocar em você.

Evaporando água doce,
virando sal,
pulsando em seu fuso,
em suas mãos,
no mesmo compasso do coração,
que se antes, dois.
agora em um só se pôs.